Técnico em Eletrotécnica

0
eletrotecnica

Curso Técnico em ELETROTÉCNICA

O TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA é o profissional que instala, opera e mantém elementos de geração, transmissão e distribuição de energia. Participa na elaboração e desenvolvimento de projetos de instalações elétricas e de infraestrutura para sistemas de telecomunicações em edificações. Atua no planejamento e execução da instalação e manutenção de equipamentos e instalações elétricas. Aplica medidas para o uso eficiente da energia elétrica e de fontes energéticas alternativas. Participa no projeto e instala sistemas de acionamentos elétricos. Executa a instalação e manutenção de iluminação e sinalização de segurança. Realiza manutenções preditiva, preventiva e corretiva em eletrotécnica.

 

Mercado de Trabalho:  Concessionárias de energia elétrica; prestadoras de serviço; indústrias em geral, nas atividades de manutenção e automação; indústrias de fabricação de máquinas, componentes e equipamentos elétricos.

 

Atribuições:

As atribuições dos Técnicos em Eletrotécnica, para efeito do exercício profissional e de sua fiscalização, respeitados os limites de sua formação, consistem em:

  • executar e conduzir a execução técnica de trabalhos profissionais, bem como orientar e coordenar equipes de execução de instalações, montagens, operação, reparos ou manutenção;
  • prestar assistência técnica e assessoria no estudo de viabilidade e desenvolvimento de projetos e pesquisas tecnológicas, ou nos trabalhos de vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e consultoria, exercendo, dentre outras, as seguintes atividades:
  • coleta de dados de natureza técnica;
  • desenho de detalhes e da representação gráfica de cálculos;
  • elaboração de orçamento de materiais e equipamentos, instalações e mão de obra;
  • detalhamento de programas de trabalho, observando normas técnicas e de segurança;
  • aplicação de normas técnicas concernentes aos respectivos processos de trabalho;
  • execução de ensaios de rotina, registrando observações relativas ao controle de qualidade dos materiais, peças e conjuntos;
  • regulagem de máquinas, aparelhos e instrumentos técnicos.
  • executar, fiscalizar, orientar e coordenar diretamente serviços de manutenção e reparo de equipamentos, instalações e arquivos técnicos específicos, bem como conduzir e treinar as respectivas equipes;
  • dar assistência técnica na compra, venda e utilização de equipamentos e materiais especializados, assessorando, padronizando, mensurando e orçando;
  • responsabilizar-se pela elaboração e execução de projetos compatíveis com a respectiva formação profissional:

1) os Técnicos em Eletrotécnica poderão projetar e conduzir a execução de instalações elétricas com demanda de até 800 kVA, nas tensões de distribuição primária e secundária para unidades consumidoras residenciais, comerciais e industriais, bem como exercer atividade de desenhista de sua especialidade;

2) os Técnicos em Eletrotécnica estão habilitados a exercer as atividades de projeto, instalação e manutenção de SPDA, ficando excluídas de sua habilitação as atividades de laudo, perícia e parecer, conforme Decisão Normativa 070/2001 do Confea;

3) os Técnicos em Eletrotécnica estão habilitados a ministrar os conteúdos relativos à eletricidade no treinamento previsto pela NR-10, no curso correspondente ao Curso Básico, sem restrições; no Curso Complementar tem habilitação para ministrar o treinamento NR-10, quando dirigido a instalações elétricas em unidades consumidoras; no Sistema Elétrico de potência poderá participar como instrutor do treinamento NR-10 na condição de integrante de uma equipe sob a responsabilidade de um Engenheiro Eletricista; o Técnico em Eletrotécnica não tem habilitação nas áreas de Segurança do Trabalho e de Medicina do Trabalho e, portanto, eles não poderão participar como instrutores do treinamento NR-10 nos tópicos que abordam assuntos relacionados com estas áreas do conhecimento;

4) além das atribuições mencionadas nesta Norma, fica assegurado aos Técnicos em Eletrotécnica, o exercício de outras atribuições, desde que compatíveis com a sua formação profissional.

 

NOTA IMPORTANTE: Considerando a Resolução do CONFEA nº 1.025, que estabelece no artigo 2º que a ART é o instrumento que define para os efeitos legais, os responsáveis técnicos pela execução de obras ou prestação de serviços relativos às profissões abrangidas pelo Sistema CONFEA/CREA, somos do parecer que o Técnico Industrial de Nível Médio por não ter adquirido na sua formação profissional estudado com suficiente profundidade o assunto Redes de Distribuição o mesmo não tem atribuição para responsabilizar-se por atividades de projeto ou execução de serviços nestes circuitos. Esta atividade é de responsabilidade exclusiva de engenheiros eletricistas com atribuições segundo o artigo 8º da Resolução nº 218 de 29 de junho de 1973 do CONFEA.

 

Certificações

Módulo I – Sem Certificação Técnica

Módulo I+II – Sem Certificação Técnica

Módulo I+II+III – Qualificação Técnica de Nível Médio de AUXILIAR TÉCNICO EM ELETROTECNICA

Módulo I+II+III+IV –  Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA

Comentários

comentário(s)

Sobre o Autor

ETECAF

Escola Técnica Estadual Aristóteles Ferreira. Santos/SP

Deixe um comentário

Nenhum comentário

IMG-20170311-WA0009

Agita Galera – Sábado Letivo

Neste Sábado, apesar do tempo nublado, conseguimos realizar o evento “Agita Galera” promovido em parceria com a prefeitura Municipal, para os alunos do Ensino Médio, ...